Arquivo da tag: cultura negra

5º FESTIVAL DE ARTE NEGRA – FAN 2009

Começa hoje, dia 3, e vai até dia 8 de novembro o FAN 2009 – Festival de Arte Negra.
Confira a programação e as atividades do Evento no site: http://www.fanbh.com.br/2009/

Programação do NEIA – Núcleo de Estudos Interdisciplinares da Alteridade na Semana de Eventos da FALE 2009 – UFMG

NEIA / SEVFALE/ UFMG
19 a 23 de outubro de 2009

Mini-curso: “Introdução à literatura afro-brasileira: prosa, poesia e teatro”
Período: 19 a 22 de outubro – das 17:30h às 19:00h – total 6 horas
Inscrições gratuitas no NEIA
Local: Auditório 2001

Programa
19 – Segunda-feira
Tema: Introdução e conceituação
Estudo dos autores: Luiz Gama, Lima Barreto, Esmeralda Ribeiro, Oliveira Silveira.
Ministrantes: Aline Alves Arruda / Adélcio de Sousa Cruz

20 – Terça-feira
Tema: A Prosa afro-brasileira
Machado de Assis, Carolina Maria de Jesus, Maria Firmina dos Reis e Conceição Evaristo.
Ministrantes: Cristiane Cortes / Elisângela Aparecida Lopes / Marcos Fabrício Lopes da Silva e Fernanda Figueiredo

21 – Quarta-feira
Tema: A Poesia afro-brasileira
Lia Vieira, Sônia Fátima, Cristiane Sobral, Adão Ventura, Cruz e Sousa, Oswaldo de Camargo e Edimilson de Almeida Pereira
Ministrantes: Giovanna Soalheiro Pinheiro / Maria do Rosário Alves Pereira

22 – Quinta-feira
Tema: Textos dramáticos afro-brasileiros
Lei 10639
Cuti, Abdias do Nascimento, TEN, Cia dos Comuns, “África que incomoda”
Ministrantes: Danielle da Costa Rocha / Luiz Henrique Silva de Oliveira

Simpósio Literatura e Alteridades
Programação
Dia 21 de outubro – quarta feira

Das 14:00h às 16:00h

Mesa: Para além do cânone
Coordenação: Prof. Marcos Alexandre
Sala: 4006

Integrantes:
1. Maria Lúcia Barbosa: “Benito Barreto: literatura, história e memória”
Mestranda em Literatura Brasileira do Pós-Lit – FALE

2. Maria Beatriz Bastos: “Identidades em trânsito nos becos da Cidade de Deus”
Doutora em Literatura Comparada, UFMG

3. Luiz Henrique Silva de Oliveira: “Negrismo e Cubismo em diálogo: uma proposta de leitura de imagens e estereótipos”
Doutorando em Literatura Comparada do Pós-Lit – FALE

4. Leni Nobre de Oliveira: “Redes hipertextuais na poesia de Hermógenes de Almeida Filho”
Doutora em Literatura Comparada – CEFET-MG

5. Marcos Fabrício Lopes da Silva: “A Crítica da comunicação virtual, em ‘tecnofobia’, de Luis Silva (Cuti)”
Doutorando em Literatura Brasileira do Pós-Lit – FALE (Bolsista de Doutorado do CNPq).

Das 16:15h às 17:30h

Mesa: Clarice, sempre Lispector
Coordenação: Prof. Marcos Alexandre
Sala: 4006

Integrantes:
1. André Leão Moreira: “A trajetória crítica da obra de Clarice Lispector: a hora dos animais”
Mestrando em Literatura Brasileira do Pós-Lit – FALE

2. Eliéverton Cristiano dos Santos (Tim): “Desejo, experiência do eterno e silêncio: interseções de um discurso feminino em A paixão segundo G.H. e A eternidade e o desejo”.
Graduando em Letras pela FALE/UFMG

3. Ana Caroline Barreto: “Escrever para adultos e crianças: a experiência literária de Clarice Lispector”.
Graduada em Letras pela UFMG
Das 20:50h às 22:30h

Mesa: Ficção afrobrasileira contemporânea
Coordenação: Prof. Marcos Alexandre
Sala: 3053

Integrantes:
1. Thiago Antônio dos Santos. “A tomada de consciência do homem marginalizado na ficção de Sacolinha”
Voluntário de Iniciação Científica NEIA/Literafro

2. Kelly Elias da Trindade. “Exu: mediador do encontro entre África e Brasil”
Voluntária de Iniciação Científica NEIA/Literafro

3. Gustavo Bicalho: “Do emparedamento solitário aos planos de vôo: caminhos em Paulo Colina”
Voluntário de Iniciação Científica NEIA/Literafro

4. Rodrigo Pires Paula: “Os canto-poemas de Domício Proença Filho: oração e religiosidade em Dionísio esfacelado”
Mestre em Teoria da Literatura pelo Pós-Lit – FALE

Dia 22 de outubro – quinta-feira

Das 14:00h às 15:30h

Mesa: Teatro e Alteridades
Coordenação: Prof. Marcos Antônio Alexandre
Auditório 2001 – a confirmar

Integrantes:
1. Rosilda Figueiredo Magalhães: “Abdias do nascimento e a questão do teatro negro no Brasil”
Graduada em Teatro pela EBA. Bolsista do Programa de Iniciação Científica – PIBIC/Fapemig

2. Mariana Licéia Campos de Oliveira: “Afrodescendência no teatro do dramaturgo cubano Gerardo Fulleda León”
Graduada em Letras – Espanhol pela FALE/UFMG

3. Maria de Fátima Bessa Soares: “Ser homem e nascer homem: A problemática do gênero na peça Barrela, de Plínio Marcos”
Mestranda em Teoria da Literatura do Pós-Lit – FALE

4. Danielle da Costa Rocha: “Gritos emudecidos: A cor da voz no texto dramático “Silêncio” da Cia. dos Comuns”
Mestranda em Teoria da Literatura do Pós-Lit – FALE

Das 15:45 às 17:30h

Mesa: Intelectuais afrodescendentes
Auditório 2001 – a confirmar
Coordenação: Prof. Eduardo de Assis Duarte

Integrantes:
1. Anelito de Oliveira: “Experiência da barbárie: história, estética e existência em Cruz e Sousa”
Doutor em Literatura Brasileira (USP), Professor da UNIMONTES

2. Giovanna Soalheiro Pinheiro: “Biografias e biografemas: uma leitura dos poemas em prosa de Cruz e Sousa a partir de suas cartas”
Mestranda em Teoria da Literatura do Pós-Lit – FALE

3. Aciomar Fernandes de Oliveira. “Lima Barreto e João do Rio: semelhanças e divergências na representação da etnicidade”
Mestrando em Teoria da Literatura do Pós-Lit – FALE

4. Lívia Menezes: “Maria Firmina dos Reis: 150 anos de ousadia”
Graduanda em Letras e Bolsista PIBIC do NEIA/Literafo

Dia 23 de outubro – sexta-feira

Das 14:00h às 16:00h

Mesa: Literatura de autoria feminina
Coordenação: Profa. Constância Lima Duarte
Sala 4006

Integrantes:
1. Mariana de Souza Novaes Gomes Teixeira: “Breve leitura da escritora mineira Branca Maria de Paula”
Graduanda do Curso de Letras da UFMG; Bolsista de Iniciação Cientifica do CNPq

2. Laile Ribeiro de Abreu: Rachel de Queiroz: “Diálogo entre as crônicas O Cirino e Roteiro de um haver encoberto e o romance Memorial de Maria Moura”
Mestranda em Literatura Brasileira do Pós-Lit UFMG

3. Maria de Fátima Peres: “Helena Jobim, uma escritora bossa nova”
Graduada em Jornalismo pela UFMG

4. Maria Inês Marreco: “Investigando a história das mulheres”
Mestre em Letras – Literaturas de Língua Portuguesa pela PUC-Minas; Doutoranda de Literaturas de Língua Portuguesa pela Puc-Minas

Das 16:00h às 17:30h

Mesa: Estudos de gênero e etnia
Coordenação: Profa.Constância Lima Duarte
Sala 4006

Integrantes:
1. Luana dos Santos: “Só quem sente, sabe”: a revista Eparrei e a participação feminina na luta contra o racismo no Brasil.
Graduada e Especialista em História – Bolsista de Apoio Técnico do CNPq

2. Fernanda Rodrigues de Figueiredo: “A mulher negra nos Cadernos Negros: autoria e representações”
Mestre em Literatura Brasileira pelo Pós-Lit – FALE

3. Cristiane Cortes: “Memória e alteridade na escrita feminina”
Mestranda em Teoria da Literatura do Pós-Lit – FALE

4. Marina Luiza Horta: Ficção e comprometimento: “Marcas Sonhos e Raízes, de Sônia Fátima da Conceição”
Bolsista PIBIC

Conferência de encerramento

Das 19:00h. às 20:30h.
Loca: Auditório 2001

Título: “Cruz e Sousa, a trajetória de um poeta negro brasileiro no século XIX: aspectos de vida e obra”
Conferencista: Uelinton Farias (Jornal do Brasil)

Coordenação: Eduardo de Assis Duarte

Representações Performáticas Brasileiras: teorias, práticas e suas interfaces

Representações Performáticas Brasileiras_Arte-FinalEste livro surge dentro de um contexto acadêmico que busca estabelecer um diálogo com a sociedade brasileira, retratando aqueles sujeitos que se vêem, na nossa contemporaneidade, enfrentados ao mundo globalizado e dito pós-moderno, com toda a sua falta de utopias e descrenças no conceito de totalidade, nas grandes narrativas, nas verdades absolutas e nos fundamentos sólidos para a existência humana. O foco de análise dos textos que incluem o livro é o afro-brasileiro — independente da nomenclatura utilizada: negro, afro-descendente — e a sua representação em distintas práticas artísticas (artes plásticas, dança, literatura, música) e religiosas. As teorias da performance — em suas diferentes acepções teóricas — assim como os conceitos de memória — individual, coletiva, corporal, escrevivência (conceito proposto por Conceição Evaristo) — e ritual estiveram presentes como recursos teóricos fomentadores dos textos que compõem Representações Performáticas Brasileiras: teorias, práticas e suas interfaces, que, por questões conceituais, foi dividido em três partes: “Memória e escrevivência”; “O corpo em performance, a arte e a poesia: o profano e o sagrado” e “Teatro, dança, música – poiesis e performance”; parte essas que se entrecruzam, uma vez que todas abordagens passam pela discussão da cultura afro-brasileira com toda a sua cosmogonia, mediação simbólica, modulações sonoras e práticas ritualísticas, gestuais e corporais.

Trabalhos publicados:
MEMÓRIA E ESCREVIVÊNCIA
“Da grafia-desenho de minha mãe um dos lugares de Nascimento de minha escrita”, de Conceição Evaristo; “O Bildungsroman afro-brasileiro de Conceição Evaristo”, de Eduardo de Assis Duarte; “Memória e performance nas culturas afro-brasileiras”, de Florentina Souza.
O CORPO EM PERFORMANCE, A ARTE E A POESIA: O PROFANO E O SAGRADO
“Arte do corpo como espaço sagrado”, Zeca Ligiéro; “Do verde de Oxossi ao ouro de Oxum: o ritual religioso na poesia de José Carlos Limeira”, de Zoraide Portela Silva; “Palavra poética em transe/trânsito: manifestações pelos sete buracos da minha cabeça”, de Jussara Santos.
TEATRO, DANÇA, MÚSICA – POIESIS E PERFORMANCE
“Dança de malandros e mulatas”, de Denise Mancebo Zenicola; “Afro-brasilidade urbana: poética da diáspora em performance”, de Adélcio de Souza Cruz; “Performance-cidadã”, de Anízio Vianna; ““Negro que te quero negro”: formas de representação do afro-brasileiro, de Marcoos Antônio Alexandre; e “Entrevista com membros da família Alcântara”, por Marcos Antônio Alexandre.

Referência:
ALEXANDRE, Marcos Antônio. Representações performáticas brasileiras: teorias, práticas e suas interfaces / Marcos Antônio Alexandre (org.). Belo Horizonte : Mazza Edições, 2007. 224 p. (ISBN 978-85-7160)

Como adquirir:
Com o autor: marcosxandre@yahoo.com
ou
Mazza Edições: http://www.mazzaedicoes.com.br/ ou fone: 4481 0581.